PROFECIAS DE MAINHDRA 3 E 4


Primeira Revelação

Nos diz:

“Num próximo janeiro nascerá ou se despertará um pastor que será forte como o ferro, que será compassivo, que revelará um profundo amor e que será devoto e seguidor da luz. Não terá cansaço nem no tempo e nem no espaço e será um guia da nova humanidade. Que será protegido pela mão do Bondoso, Misericordioso e Supremo Deus.
Que unirá as pontes entre as raças e que destas fará o homem somente uma. Que prognosticará a vinda do tempo da paz, da luz e união do tempo de perdão junto ao amor”.

“Reunirá junto a seus irmãos, a cada coração e a cada servidor. Que partirá de seu verbo a suave energia de união, que se instalará a compaixão em cada ser e que unirá as terras para que destas surjam os irmãos dos discos. Levará consigo dentro de sua humildade, que se reunirá com seus irmãos maiores porque deles receberão instrução e o puro amor e que cultivará junto a seus irmãos maiores a semente de perdão e da paz aos irmãos do planeta. Uma semente que brotará no mês da primavera.

Seu Ser Superior, sua Mônada provém da civilização de Cisne e que essa civilização o prepara para que cruze a porta do tempo alternativo. Que sua presença repercutirá em cada coração, sua voz ressurge por lei superior, por amor, como um decreto.

Prepara seu verbo e suas palavras como foi ensinado por seu Mestre de Jerusalém, que unirá sua vontade com a de Samana e será a vontade do Pai.

Através dele muitos despertarão tarde, aqueles que estiveram dormindo embaixo das copas das árvores.

Que dele virá a cura, mas ele somente se transmitirá como mensageiro e servidor. Será consciente de sua missão e que nada o deterá.

Será um ser preparado em seu Espírito e em sua Mônada e impulsionará a ascensão da humanidade. Ele já esteve encarnado no planeta e que aprendeu sobre o perdão, o amor e a unidade com o Pai.

Suas passagens por Médio Oriente, Sicília e Egito lhe deixaram um legado que lhe permitiu predicar e ascender sua Mônada, pois ele era um servidor, nesse tempo, que fazia a vontade de Deus e cumpria com seu dever cósmico.

Foi anunciado a ele que retomaria sua missão no tempo final, no apocalipse. Instruído, guiado e preparado pelas Hierarquias retornará a este presente. Será encontrado entre os homens e o caos, entre a peste e a dor. Dele se projetará o amor de Cristo, como o Mestre lhe ensinou com profunda humildade.
Encontrará a paz e a união de um conjunto de almas no choque da transição, quando a espada e a adaga derrame amor e no oceano afunde a ultima barca, o último chamado”.

Isto é que nos anuncia a última profecia que começa com um grito de esperança, nos fala de alguém totalmente entregue, de um ser ativado em sua Mônada que trabalhará conosco através da paz, do amor, do perdão e da humildade. Que chegará no momento da grande tribulação, um ser que não deverá ser detido em sua proposta e sua tarefa e que será totalmente protegido pelas mãos do Criador.
Devemos nos unir em oração para que possamos manter o equilíbrio necessário neste processo de grande tribulação

Profecias de Mainhdra – 4

2ª. Revelação

“Hoje meus pés tocam nesta terra, uma gota de meu rosto se derrama, meu suspiro se acrescenta, minha dor não se acalma, minha tristeza se lança, meu amor tudo se transforma”.

Mainhdra fala de sua dor que Ela sente pelo que se sucede nesta terra, sua dor não se acalma, mas seu amor tudo transforma.

“Minhas intenções não aparecem, as luzes já se apagam, meus anúncios já não agradam, os prediletos se afirmam, o canto vivo já não se satisfazem na Graça Providencial” .

Ela nos fala de que tudo que se tem semeado na história do planeta com seu amor e sua luz não aparece, que seus anúncios não enchem os corações e que os fiéis, os que permanecem em seu amor começam a se afirmarem, porém há um canto vivo de Graça que foi providenciada do Alto, que não enchem o coração da maioria da população planetária.

“Meu coração se quebra ela obscuridade que avança, minha luz se multiplicam àqueles que já não se espantam, meu corpo glorificado derrama suas últimas graças, minha transmutação se acelera aos que se encaixam, minha irradiação já não alcança a órbita planetária, meus soldados já não me esperam em vigília, não avançam”.

Fala que seu coração não se quebra apesar da escuridão que avança sobre nós, que sua luz se multiplica muito para aqueles que já não se espantam mais por nada e A seguem, estão com Ela. Seu corpo glorificado derrama sobre nós suas últimas Graças porque algum momento Ela deverá sair e nos assistir desde outro plano. Nos fala de que a transmutação das energias involutivas se aceleram muito e que sua irradiação já não está alcançando a órbita planetária. Que necessita de nós em união a Ela para trabalhar pelo planeta e seus soldados não avançam.

“A hora já se acerca e a alguns o coração clama, neste tempo mudam seus desejos e motivos. Os valores e a honra são a grande janela, que à porta se convertem no desespero que avança”.

Ela nos fala que a hora se aproxima e que os desejos e motivos mundanos dos homens são mais importantes no coração da população, e apesar do que se vê e se sente neste tempo, seu coração não muda. Os valores e honra mundana são a grande janela que se converterá em uma grande porta para o desespero.

“A dor, a culpa e a ira são colunas glorificadas pelo homem e pela mulher que hoje só desejam esperanças. O soldado e a oração não se unem em uma grande batalha porque o medo e a distancia em suas mentes se disparam”.

Ela nos fala das energias como a da dor, da culpa e da ira são as colunas que nos sustentem porque o homem e a mulher deste planeta só desejam esperanças mundanas. Que os soldados e a oração não se unem em uma só para combater com Ela esta obscuridade porque estão cheios de medo e porque em suas mentes se disparam estas energias.

“O amor e a força – isso é a verdadeira esperança.
A humildade diante da trégua – isso é a justiça sábia
O murmúrio das vozes – essa é a má intenção que se destaca
O pecado e a honradez – são anúncios em cada alma”.

Ela nos mostra como o amor e a força interior são a verdadeira esperança e que a humildade juntamente com a justiça é a sabedoria. Também nos fala deste murmúrio mal intencionado que se destaca entre os homens e que põem o pecado e a honradez como anúncios em cada alma.

“A Prosperidade e a Graça aos homens os acalma?”

Ela já começa a nos colocar frente ao espelho neste último tempo.

“A Proteção e o Guia em seus corações se irradiam?”
“O Apóstolo e o Servidor já não se enlaçam?”
“A Chama vida da Graça, a Misericórdia que os abraça, a definição que não emerge, são estados de vossas almas?”

Ela nos pergunta para que reflitamos em que situação estamos, o que emana de nosso coração, que posição estamos nos colocando frente a esta transição. Estamos recebendo Graças do Alto de forma permanente. Abraçamos essa misericórdia? Porque não nos definimos? Porque o servidor não dá um passo e se converte num apóstolo?

“A unidade que fortalece, a unidade que avança, a luz que nasce de dentro ante a nevoa que espanta, são pilares em vós mesmos, vistos pelos olhos da alma?”

Ela pergunta se é a unidade que nos fortalece, se a luz nasce de dentro de nós. Essa unidade e essa luz é a única coisa que pode separar a obscuridade diante da névoa que segue chegando e que a Ela espanta.

“O momento em que cada dia se aproxima há juízo em cada alma, a justiça e a Lei Divina, formam parte de vossas almas?”
“A oportunidade que desce diante de suas peles e olhares, o chamado que desperta, são respostas de vossas almas?”

Ela nos fala desta última oportunidade que descende sobre nós, sobre os que vêem e sobre aqueles que têm pêlos. Deste chamado que nos fazem despertar. E Ela nos pergunta: encontramos respostas em nossas almas nesse chamado?

“O soldado que se instrui, a lei que o transforma, a distancia do seio e a petição prodigiosa, a luta permanente ante as energias que dissociam, a barreira que se apresenta ante as formas. Quando a Hierarquia atua ao que se transmuta, é percebido a ação do ponto que a Hierarquia toma?”

Mainhdra fala da instrução que a Hierarquia está realizando em nós e se nós estamos nos dando conta de como a Hierarquia atua e transmuta muitas partes das energias involutivas que se encontram neste planeta. Se nós aproveitamos esta instrução e se podemos ingressar nessa lei de transformação que eles nos propõem. Se nos damos conta da luta permanente contra as energias que dissociam, se nos damos conta de como de desfaz essa barreira, se estamos conscientes da ajuda que estamos recebendo da parte das Hierarquias.

“A preparação é constante, mas a mente é enganosa, o sentimento que nos une e a pluralidade que nos toca são pensamentos inúteis para o planeta que nos chama a redimir intenções em um estado de consciência que hoje se desvanece pela regência de vossas idéias”.

Ela nos diz que a preparação em nós é constante, que as Hierarquias estão nos assistindo e guiando e sem embargo nossa mente permanece enganosa, que nossos pensamentos são inúteis para este chamado que nos faz o planeta de forma permanente, que nos chama a redimir nossas intenções, a purificá-las, nos chama a um novo estado de consciência que não permite emergir porque nossas idéias obsoletas, caducas, são as que regem nossas mentes.

“A Verdade se aproxima pediremos atributos internos aos espíritos valentes que são velados por suas formas-pensamento, que ocasionam dúvidas e que não se transformam. A bandeira, a língua e os povos se unirão em uma só porque o medo distorcerá os homens que não oram. Minha garganta tem projetado a criação e a esperança. E a Lei será descendida aos fiéis de minha palavra”.

Nesta parte da profecia Mainhdra nos diz que a verdade se aproxima para todos nós e que a Hierarquia nos irá pedir atributos internos, tudo o que internamente temos a dar e que será pedido a espíritos valentes, que vão enfrentar essa situação e que se doem para levar adiante uma transição mais equilibrada. Também irão nos pedir que as dúvidas sejam transformadas em nosso interior e em nossa mente. Também repete que a bandeira, a língua e o povo se unirão em um só. Disse na 1ª. Profecia que virá um ser que irá unir as pontes entre as nações. O medo destorcerá os homens que não oram. Repete que a oração é a única barreira contra a obscuridade. Diz que sua garganta, sua voz, seu verbo criador tem tentado desde sempre, criar esperança e que essa Lei de Esperança sempre descendeu aos seus fiéis.

“Os impuros que não se transformam rolarão como as pedras nos baixos de suas vidas e se incinerarão em suas palavras”.

Ela fala dos seres que neguem a transformar- se ficarão a cargo de seus sofrimentos.

“Os mal-intencionados sentirão a lança, o Arcanjo da guarda traspassará suas gargantas, cortará o inquebrantável, supurará o intransferível pela luz manifestada, circundará descobrindo a cada alma”.

Ela fala que o universo Angélico e Arcangélico será encarregado de cortar aqueles que estejam enraizados no mal, os que aparentemente são inquebrantáveis, mas o que é inquebrantável se romperá e o mal emergirá a luz porque a luz irá se manifestar no mal e se abrirá cada alma para que a obscuridade surja e se veja exposta e tenha uma nova oportunidade de limpar-se.

“Os conectados com o mal lamentarão por não ter calma, minha voz e meu anúncio, iguais que meu amor, com intensidade os traça, os destrói e os descobrem em suas más ações, porque minha Graça semeará Lei, a Verdade semeará ameaça, se descobrirá o oculto e não se verão àqueles que não esperavam”.

Aqueles que permanecem conectados ao mal, mas apesar disso, sua voz, seu anúncio e seu amor descobrirão essa maldade porque essa Graça que Ela derrama através de seu amor sobre nós, e que a verdade para alguns será uma ameaça porque essa verdade irá descobrir o oculto e saberão coisas daquelas que não esperavam serem expostos à luz.

“Meu escudo quebrará a obscuridade, minha espada cortará as más alianças porque Deus é supremo diante das desgraças. Meu coração será a granada que se refletirá em cada alma e detonarei aos intransferíveis” .

Ela quebrará a obscuridade, que cortará as más alianças, que Deus se manifestará como o Supremo e que o amor de seu coração será como uma granada que Ela irá detonar, explodir e irradiará a todos os corações e chegará a todas as almas.

“Minha intenção é reconverter cada povo que haja escutado minha mensagem compreenderá a Graça. Em estado de oração, quero a cada alma encarnada já não só a haver distúrbios dentro da alma. Irradiantes servidores serão os que escutam a voz da alma. O tempo já não é tempo, é lacuna que se fecha, descenderão os novos códigos aos filhos prediletos de minha alma”.

Sua intenção é reconverter à luz e à paz todos os povos e todos aqueles que escutam sua mensagem e compreendem a Graça que Ela está nos entregando, que permaneça em estado de oração e assim, quer que para essa alma descenda a Graça. Que não é hora de estar em distúrbios e incompreensões dentro da alma. Que os servidores irradiantes são aqueles que escutam sua voz, a voz de sua alma, e se descenderá os novos códigos (genéticos) aos prediletos de sua alma, os que oram, os que se reconvertem, que se redimem, que se unem ao Seu Imaculado Coração.

“Entregaram-se em verdade porque os resgatarei nas batalhas, já não sentem perda de tempo, escutam a voz de minha alma?”

Ela diz que nos resgatará, mas nos pergunta se a escutamos, se realmente escutamos.

“Exprime o verbo ante as más ações, todos os escondidos serão descobertos porque a Lei nos afiança. Meu Mestre, antes meu filho, contará a cada alma, nas ações, nas palavras registradas em cada alma”.

Ela fala que aqueles que utilizam o verbo para suas más ações serão descobertos e que seu Mestre contará a cada alma em suas ações e em suas palavras.

“As barreiras já se rompem, porque seu amor abraça e resgatados á Samana e unidos a Samana elevarão sua alma, purificados e transformados a Lei golpeará em cada morada e o planeta se manifesta ao fogo que queimará às brasas”.

Ela nos pede que nos unamos ao Cristo Samana para poder elevar nossas almas, que nos purifiquemos e transformemos porque a Lei da Verdade irá golpear em cada alma e que no planeta se manifestará um fogo abrasador, o fogo da Verdade, da luz, aquele fogo que não respeita nenhuma escuridão e que rompe toda maldade.

“O vento arrastará os que se engrandecem, a matéria e o poder que submergem á desconfiança. A terra abrirá suas entranhas porque tragará os que destruíram a órbita planetária”.

Aqueles de que se engrandecem no poder vivido na matéria, na materialidade e que a terra abrirá suas entranhas para tragar aqueles que a tenham destruído, explorando-a.

“O raio rasgará a árvore, fruto de intenções mundanas, a água inundará as terras junto ao gelo que hoje avança”.

Aquela árvore que deu fruto através de intenções mundanas, materiais será rasgada por um raio. A Fala da água que inundará as terras e que o gelo avançará. Todos sabem que os pólos estão criando situações inusitadas, que o pólo norte está derretendo e que a Antártida está quebrando seus grandes blocos de gelo, avançando e criando alterações climatológicas inesperadas para lugares do planeta que jamais sonharam que viveriam no frio.

“Mas aqueles conscientes na historia do planeta escutarão a trombeta que partirá a atmosfera planetária. Nas naves trasladaremos os corpos inferiores entregados a transformar seus dotes, serão rosas, lenços da nova raça”.

Aqui Mainhdra fala do processo das trombetas do apocalipse, os anúncios espalhados no planeta e que serão escutados por muito pouco, aqueles anúncios que realmente partirão a atmosfera planetária. São anúncios, apesar de escutados por poucos, terão que ser vividos por todos porque serão situações que todos iremos ver, mas muito poucos poderão acreditar. Ela anuncia que através das naves serão trasladados nossos corpos inferiores e nas naves serão transformados para serem as rosas e os lenços da nova raça. Isso significa que a intervenção dos Irmãos Maiores do Cosmos será um rito muito importante no processo da tribulação e aqueles que depreciaram e nunca creram nos Irmãos mais evoluídos que nos assistem nos cuidam e nos orientam nesse processo porque não creram que éramos assistidos permanentemente, verão as naves no céu e verão aqueles puros de coração levados nas naves para serem assistidos.

“Sob meu manto protegerei aos que me chamam com fervor de abandonar situações mundanas. Os Irmãos do Cosmo deslocarão seus olhares e os verão caminhando pelas terras santas”.

Ela nos fala que protegerá com seu manto todos aqueles que com fervor queiram abandonar essas situações mundanas, a vida comum, essa inércia, essa ignorância e que os Irmãos do Cosmo distribuirão seus olhares e que nós os veremos caminhando pela terra santa, pelos centros planetários de superfície, estando nos assistindo nos momentos de pior tribulação.

“Os retiros e os centros despertarão coordenadas. É a porta que se abre para trasladar as almas”.

Aqui nos fala do papel, da função que vão cumprir os centros planetários que abrirão suas portas para trasladar as almas que se acendam à luz e que escutam o chamado e que através de sua pureza de intenção estejam aptas a ingressar aos retiros e centros planetários.

“A fé dos espíritos meu coração os acalma. Em Fátima de Portugal os entregarei o olho que os protegerá das desconfianças e das energias, formas enganosas que chegam. Este olho lhe mostrará os gigantes que os alcançam e os corpos planetários que se abrem a experimentar suas Graças. Meu coração traçará a pauta”.

Ela nos fala que a fé dos nossos espíritos, seu coração os acalmará, a nós chegará com seu amor e que em Fátima de Portugal irá descender uma energia através de seus anúncios também e que ajuda a proteger-nos daqueles mais enganosos, dos gigantes que irão se afirmando nos últimos tempos e que essa energia que protegerá desses gigantes serão experimentas naqueles que abrem seu coração a seu amor porque seu coração traçará a pauta. Isso significa que seu coração, seu amor, é que irá indicar o caminho a seguir.
É uma profecia cheia de símbolos e que temos tentado, muito sensivelmente, interpretar para que a maior quantidade de pessoas possa compreender. E por traz dessa interpretação simples há um significado profundo e oculto.
Creio ter dado uma idéia clara da gravidade da situação a todos aqueles que puderem se abrir à sua luz e ao seu amor, que possamos refletir nossas ações e pensamentos e a vida que levamos. Estamos sendo chamados a reconverter- nos, redimir-nos para este processo de resgate e vermos se estamos surdos ou se escutamos a voz que emerge de nosso interior e que busquemos, através da oração, coligarmos com o Alto, unir-nos ao Alto e aproveitar esta última oportunidade.

Anúncios

Sobre Flávio Miguel Awake

PROJETO DESPERTATR 1111 -Projeto que visa auxiliar no despertar da consciência espiritual individual e coletiva, e na transição para uma nova era de luz. FLÁVIO MIGUEL AWAKE - Artes - Exposição de arte digital espiritual.
Esse post foi publicado em Aparições Marianas, Profecias e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s